9 Erros Fatais Numa Entrevista de Emprego

A entrevista de emprego é sempre um momento de expetativa e de algum nervosismo para muitas pessoas que estão a lutar por conseguir trabalho. Mas em muitos casos, algumas atitudes ou frases mal escolhidas fazem com que a probabilidade de conseguir o cargo diminua. Não basta ter qualificações para a função pretendida. É ideal saber como agir nestas situações. Listamos alguns dos erros mais comuns em entrevistas de emprego:

 

 

1. Dizer que não é suficientemente qualificado para o cargo

Se demonstrar que acha que não é suficientemente qualificado para ocupar aquele posto, os entrevistadores irão pensar como você e, obviamente, não irão querer contratar uma pessoa sem qualificações.

 

 

Muitos entrevistados acham que esta atitude demonstra humildade e sinceridade e, ao serem entrevistados para um cargo com o qual não se sentem muito à vontade ou ainda não têm muita experiência, optam por dizer que não estão qualificados como gostariam. Mas, se você não acredita no seu potencial como espera que o entrevistador acredite? Prefira destacar as suas experiências anteriores, focar-se no seu potencial e nas suas capacidades.

 

 

2. Afirmar que não tem experiência em determinada função do cargo

Foque-se nas suas habilidades e em como pensa encarar este desafio. Pode até não se achar a pessoa mais experiente em determinada função, mas tenha cuidado na forma como transmite isso. Prefira mostrar que é confiante e que o seu esforço e experiência o irão ajudar a empresa a superar os desafios.

 

 

3. Hesitar constantemente

Sabe aquelas expressões “Aaaa…”, “Hum…”? Evite-as ao máximo. É normal que numa entrevista esteja um pouco nervoso, mas tente não transparecer demais. Um entrevistador que perceba que o entrevistado está constantemente a utilizar estas expressões ou a hesitar no que vai dizer, poderá entender esses sinais como falta de confiança da sua parte ou que não saberá comunicar com os clientes, caso fique com o cargo.

 

 

Se estiver, nervoso fale pausadamente, com calma. Isso irá ajudar no seu diálogo.

 

 

4. Mostrar que não pesquisou sobre a empresa

Um dos maiores erros de um entrevistado é não pesquisar sobre a empresa e sobre o cargo ao qual se está a candidatar. Se um entrevistador lhe perguntar algo relacionado com isso e não souber responder, irá dar a ideia de que não se preocupou em conhecer a empresa e nem sabe ao certo todos os requisitos para a função.

 

 

5. Mostrar que não conhece o seu CV com detalhe

Um entrevistador vai lhe questionar sobre o que está no seu CV e sobre as posições que desempenhou anteriormente.

 

 

Deve estudar o seu CV antes da entrevista. Obviamente não precisa de decorar cada vírgula, mas deve sentir-se confortável e saber todos os projetos em que participou, as metas que atingiu, os seus objetivos alcançados e por alcançar.

 

 

Em casa, prepare-se para a entrevista, prevendo as eventuais questões que lhe poderão ser colocadas e estudando as melhores respostas para cada uma.

 

 

6. Falar mal sobre o seu emprego anterior

Este é um erro que nunca, mas nunca, deve ser cometido. Mesmo que tenha motivos para falar mal da empresa para onde trabalhou anteriormente, nunca o faça. Poderá estragar a sua oportunidade de brilhar na entrevista caso se lembre de falar negativamente do seu anterior patrão ou da empresa dele.

 

 

Caso lhe perguntem por que razão quer mudar de emprego ou por que razão saiu de onde estava, prefira dizer que pretende abraçar um novo desafio e foque-se no que pretende para o seu cargo futuro. Falar mal do seu posto anterior não lhe trará benefícios e soará como um alarme para quem o está a entrevistar.

 

 

7. Falar pouco ou falar em demasia

Não fique sem falar, ou a expressar-se apenas por meio de respostas curtas e simples para cada pergunta que se lhe é colocada. Um candidato apático e sem comunicação não será uma rápida escolha dos entrevistadores. Por outro lado, se falar demais e sem parar isso também não será bem visto.

 

 

Deixe o entrevistador guiar a conversa e o tom da mesma. Mostre-se simpático, profissional e disponível. Não demonstre demasiada intimidade com o entrevistador nem demasiada apatia.

 

 

8. Falta de higiene

Sim, a primeira impressão que alguém tem de si é da sua imagem visual. O primeiro impacto é bastante importante numa entrevista e dá-se importância ao visual da pessoa entrevistada. Quando falamos de higiene não é apenas alertar para que deva tomar um banho antes da entrevista. Leve consigo elementos que podem ser úteis para os momentos pré-entrevista. Esteve a conduzir e ficou transpirado? Use um desodorizante. Parou para beber café? Coma um rebuçado de mentol ou uma pastilha.

 

 

Não abuse no perfume, isso também poderá afastar os entrevistadores.

 

 

Opte por uma imagem mais cuidada, com um vestuário mais formal para estas ocasiões. Mesmo que depois a função seja mais informal, nas entrevistas de emprego deve sempre vestir algo mais profissional e elegante.

 

 

9. Não fazer perguntas

Se pretende deixar uma boa imagem de si, no final quando lhe perguntarem se tem alguma questão, opte por responder que sim. Use questões criativas, mostrando que tem interesse em saber mais sobre a posição ou sobre a empresa. Um candidato interessado vai ganhar pontos em relação aos outros.

 

 

Mostre-se interessado durante toda a entrevista, com energia e positividade. Nada desagrada mais um entrevistador do que um candidato apático, calado e sem energia.

Lembre-se que uma entrevista de emprego é sempre importante e deve ser preparada com antecedência. Estude a empresa, o cargo a que se candidata e tente destacar-se de forma positiva durante toda a entrevista.


Mostre a sua personalidade e os seus pontos fortes. Vá com energia e confiança para a entrevista e demostre que está, de facto, preparado.


Alguns erros podem ditar o fim da hipótese de ser o escolhido para trabalhar na empresa, mesmo que tenha todas as qualificações e qualidades necessárias.

luis horta marketing digital

Sobre Luís Horta

Luis é o fundador da Webfarus.
É professor no Ensino Público Português há mais de 25 anos. Ajudou a criar e a desenvolver mais de 700 negócios em diferentes áreas, ao longo da sua carreira.

Leia Ainda

alguns artigos do seu interesse