A Importância de um Certificado de Segurança | SSL - Webfarus
parallax background

TUDO SOBRE O GOOGLE ADWORDS

Deseja que a sua empresa seja encontrada no Google por potenciais clientes no exacto momento em que estes procuram os produtos ou serviços que tem para lhes oferecer? Gostaria de pagar somente quando alguém clicar no seu anúncio e visitar o seu website?

Então tem que conhecer o Google Ads!

People get on Google to Go, Know or Do

Joseph Bojang

O Que é o Google Ads?

O Google Ads é o novo nome para o Google Adwords, a plataforma de anúncios do Google e a sua principal fonte de receitas. A sua primeira versão foi lançada em 2000 e desde então lidera o mercado de Media Online.

O Google Ads permite promover um negócio, produto ou serviço de forma direcionada, segmentada e também mensurável. Fazendo-se uma pesquisa no Google, provavelmente iremos encontrar alguns links patrocinados no resultado. Visitando-se um blog iremos encontrar um banner de anúncio algures na página. Assistindo-se a um vídeo no YouTube iremos visualizar alguns anúncios antes ou durante os vídeos. Pois, embora distintos todos esses anúncios podem ser criados e geridos via Google Ads.

Através do Google Ads é, assim, possível criar anúncios de Pesquisa, de Display, no Youtube, no Gmail e na Play Store.

Onde Anunciar?

Pode-se anunciar em Display Network Only, Search Network Only ou misturar (híbrido).

Se queremos responder a uma necessidade que há no mercado, devemos escolher: Search Network Only. Se queremos criar desejo e interesse pelo produto, devemos escolher Display Network Only. Por outras palavras, se o objetivo é obter leads, opte-se por por uma campanha de Search; se o objetivo é gerar notoriedade, uma campanha de Display é uma boa opção. Dizem as boas práticas que, nunca, em caso algum, devemos escolher um híbrido - nunca misturar Search com Display.

Segmentação

Nas campanhas Google Ads existem sistemas que, quando bem configurados, possibilitam um grande grau de definição dos públicos a quem queremos apresentar os nossos anúncios. Quanto mais critérios de segmentação são escolhidos, menor é o grupo a quem os anúncios são apresentados. Os 10 tipos de segmentação no Google Ads são os seguintes:

  1. Keywords na Rede de Pesquisa
  2. Keywords na Rede de Display
  3. Posicionamentos
  4. Interesses
  5. Remarketing
  6. Tópicos
  7. Dados demográficos
  8. Localização
  9. Idioma
  10. Dispositivo

1. Anúncios na Rede de Pesquisa

São os anúncios exibidos nos resultados de pesquisa para determinadas palavras-chave. Eles ficam em destaque no início e no fim da SERP (Search Engine Results Page) e com um pequena legenda de “Anúncio” para indicar que é um link patrocinado e é a melhor forma para alcançar pessoas que procuram por produtos, serviços ou soluções específicas, a partir de uma palavra ou frase.

A grande vantagem aqui é que o anunciante só paga quando a pessoa clica no link do resultado para aceder ao website. Portanto, se bem planeado, esses anúncios podem ter uma excelente relação entre custo e benefício para sua empresa.

2. Anúncios na Rede de Display

A Rede de Display é composta por sites muito conhecidos da Google, tais como o YouTube, o Blogger e o Gmail, bem como por milhares de sites que disponibilizam espaço para afixar anúncios através do programa Google AdSense. Esta rede alcança 90% dos utilizadores da internet em todo o mundo.

Em números absolutos, os anúncios gráficos do Google são exibidos em mais de dois milhões de sites e em mais de 650 mil aplicativos. Os anúncios gráficos possuem opções especiais para segmentação, palavras-chave, informações demográficas e remarketing. Pode-se incentivar os clientes a reparar numa marca, considerar ofertas e realizar alguma ações.

A publicidade gráfica pode ser utilizados de diversas formas:

  • Banner: são anúncios gráficos que podem ser imagens, elementos interativos, animações, layouts personalizados ou outros;
  • Texto: parecido com o banner, no entanto são anúncios em formato “caixa de texto”, que incluem um título, uma descrição, o nome da empresa e uma URL;
  • Gmail: são anúncios personalizados no Gmail e que são visualizados diretamente na caixa de entrada das pessoas;
  • Aplicativo: são os anúncios que parecem especificamente em aplicativos para dispositivos móveis.

3. Anúncios no Youtube

Quem já usou o Youtube já viu, com certeza, que alguns vídeos possuem anúncios, seja antes do início ou até mesmo durante a exibição. Como anunciante, podemos também criar campanhas para serem veiculadas em vídeos nessa plataforma.

Com mais de um bilião de utilizadores, pode-se selecionar o público-alvo desejado com base na idade, no género, no local, nos interesses, etc.

4. Anúncios de aplicativos

Anúncios focados para quem possui aplicativos e quer aumentar o seu alcance com a plataforma do Google. Pode-se promover um negócio para utilizadores iOS ou Android.

Clique aqui e fale connosco via WhatsApp whatsapp