01 Ago

Crise não chega à Web

Compras pela Internet aumentam

91% dos europeus baseiam as suas compras em pesquisas online. No espaço de seis meses, gastaram 188 mil milhões de euros na internet em bens e serviços.

Apesar da crise, os portugueses estão cada vez mais a usar a internet para fazer compras e o comércio online é um sector em crescimento no nosso país. Os resultados são do barómetro ACEPI/Netsonda para os primeiros três meses do ano.

Segundo o estudo “Comércio Electrónico em Portugal” relativo ao 1º trimestre de 2012, “apesar do ambiente económico recessivo, o comércio electrónico mantém a resistência e continua a evoluir favoravelmente”.

Segundo este estudo, os portugueses estão cada vez mais a desenvolver este hábito de consumo, o que pode ser um aspecto interessante para o crescimento e desenvolvimento das empresas nacionais.

Alexandre Nilo Fonseca, presidente da Associação do Comércio Electrónico e da Publicidade Interactiva (ACEPI), fala na importância de as empresas fazerem uma divulgação dos seus produtos e serviços online e, se for o caso, que os disponibilizem para compra.

Dos utilizadores de internet europeus inquiridos neste estudo, 91% baseiam as suas compras em pesquisas online e no espaço de seis meses, os europeus gastaram 188 mil milhões de euros na internet em bens e serviços.

Não é apenas na compra de produtos e serviços que a internet se tem afirmado. Está também a ganhar protagonismo como meio preferencial de consumo de informação, em detrimento da televisão, da rádio e dos jornais, já que através do computador qualquer pessoa pode ter acesso a todos os outros meios.

Na opinião de Alexandre Nilo Fonseca, a tendência é para, cada vez mais, a internet revolucionar a vida dos portugueses, mudando hábitos de consumo e mesmo de vida.

ACEPI/Netsonda in Renascença11

publicações relacionadas